INTIMIDADE GRATUITA

Ando dedicando-me ao hábito de fumar desde que encontrei a caixa destas cigarrilhas, na rua. Foi a caixa mesmo que me imantou os olhos. Adoro caixas. Cultivo fetiches. Curvei-me, automática, e resgatei o box onde descobri os finíssimos cilindros enrolados em folhas desidratadas de tabaco. Trouxe-a para casa, onde tenho fósforos. Deflagrei um e traguei brasa, de olhos semicerrados, vendo o ar varrer meu aparelho fonador. Caixinha de prazer. Mas sem marca! Reluzia. Ancorei, mercante, na falta de céu ou bússola.

Para minha completa satisfação, estes cigarrinhos ardem e não se consomem, mesmo que eu acendesse um na bituca do outro. Agora tenho este álibi para me pôr à parte ao ar, livre. E nunca estou só, mesmo se só em casa me debruço, na janela. Mesmo se só uma parede me apoia um ombro. Somos, este gesto e eu, longínquos, repletos e meu ar vicioso afasta a acusação de suspiro. Aperto os olhos, trago, exprimo a boca livre, defino-me desafio.

Intuí, ao fim da pausa meditativa, pressionando a brasa no cinzeiro – logo viriam os contratempos que impregnam a arbitrariedade de toda aventura… Para minha completa satisfação, expando a consciência, agora capto cada detalhe do corpo e do entorno: mão-unhas-falanges, cabelo, hálito, suor, lençol, janela, varanda, sacada, cinzeiro, telhado, cooper, sax e as direções dos ventos. O espaço se curva ao meu sopro. Lince, gateio.

Coo cafés bem coados. Derramo um tanto na xícara; fina e quente, aninhada nos lábios. Sorvo aroma. Vejo o preto-no-branco. Queimo a língua. Acendo. Apago. Aspiro. Baforo. E toco a caixinha com a ponta dos dedos…

Pensar que nos encontramos por aí, à toa, na rua…

Licença Creative Commons
INTIMIDADE GRATUITA de Maryllu de Oliveira Caixeta está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em www.maryllu.wordpress.com.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em www.maryllu.wordpress.com.

Anúncios

Os comentários estão desativados.